domingo, 19 de fevereiro de 2017

Programa de Especialização Médica em Ortopedia Pediátrica

HOSPITAL GETÚLIO VARGAS
CENTRO DE ESTUDOS E APERFEIÇOAMENTO
SERVIÇO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA
SERVIÇO DE ORTOPEDIA PEDIÁTRICA





GUIA DO CANDIDATO











PROCESSO SELETIVO 2017
 Programa de Especialização Médica em Ortopedia Pediátrica
















Recife
2017
 SUMÁRIO






INTRODUÇÃO
03
APRESENTAÇÃO
03
PROCESSO SELETIVO – EDITAL NO 001/2017
04
DATAS IMPORTANTES PARA O PROCESSO SELETIVO 2017
08
ANEXO I – FICHA DE INSCRIÇÃO
09






































1.    INTRODUÇÃO


            As presentes instruções destinam-se aos candidatos ao Programa de Especialização Médica em Ortopedia Pediátrica  e objetiva orientá-los na inscrição e participação no Processo Seletivo.


Comissão do Processo Seletivo

Coordenador Geral:
Prof. Dr. Epitácio Leite Rolim Filho
Membros Colaboradores:
Prof. M.e. Vicente Júlio Barbosa de Lima
Dr. Henrique Malheiros
Dra. Roberta de Sá Barreto
Dr. Luiz Morais
Dr. Carlos Alexandre



2.  APRESENTAÇÃO


            O Hospital Getúlio Vargas está situado em Recife e atende toda a região metropolitana e interior do Estado de Pernambuco. Possui o Serviço de Residência em Ortopedia e Traumatologia, Cirurgia de Mão, Ortopedia Pediátrica, além de Residência em Clínica Médica, Cirurgia Geral, Cirurgia Urológica, Cirurgia Vascular e Neurologia. O Hospital está vinculado ao Sistema Único de Saúde  (SUS)  e realiza diagnósticos avançados e procedimentos de alta tecnologia. O Hospital possui também Centro de Imagem e unidades de Terapia Intensiva. Hoje, o Hospital Getúlio Vargas desempenha importante papel no ensino de Ortopedia Pediátrica no Estado do Pernambuco.



3. PROCESSO SELETIVOEDITAL N0 001/2017


            A Comissão de Especialização Médica em Ortopedia Pediátrica do Hospital Getúlio Vargas comunica aos interessados que, no período de 20 a 24 de fevereiro de 2017, estarão abertas as inscrições para o Programa de Residência Médica na área de Ortopedia Pediátrica.


 A) VAGAS E DURAÇÃO
Programa
Vagas
Duração
Ortopedia Pediátrica
01
1 ano

 A duração do programa será de 01 ano conforme estatuto da Sociedade Brasileira de Ortopedia  Pediátrica (SBOP).

 B) INSCRIÇÕES
As inscrições estarão abertas no período de 20/02/2017 à 24/02/2017, exclusivamente VIA INTERNET pelo e-mail filhorolim@gmail.com (enviar formulário de inscrição do anexo I totalmente preenchido e com os comprobatórios dos documentos necessários para a inscrição). Não haverá cobrança de taxa de inscrição. Não serão aceitas, em hipótese alguma, inscrições enviadas fora do prazo acima, com ficha de inscrição indevidamente preenchida ou faltando algum documento. ATENÇÃO! O comprovante de inscrição será enviado via correio eletrônico.

OBSERVAÇÕES:
A) São de total responsabilidade do candidato ou de seu representante, os dados preenchidos na Ficha de Inscrição, não podendo ser alterados após a efetivação da inscrição.
 B) Ao se inscrever, o candidato aceita, de forma irrestrita, as condições contidas neste edital e no Guia do Candidato, não podendo alegar desconhecimento.
C) O candidato receberá o comprovante de inscrição via correio eletrônico
D) DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA INSCRIÇÃO*
1. Fotocópia da Carteira de Identidade;
2. Fotocópia do CPF;
3. Fotocópia da Carteira do Conselho Regional de Medicina (CRM) ou Declaração da Instituição de Ensino na qual o candidato cursa o último período da Residência em Ortopedia e Traumatologia;
4. Diploma ou declaração de curso referente ao último ano de um Programa de Residência Médica;
5. Diploma ou declaração do título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia
6. Curriculum  Lattes (com documentos comprobatórios)
7. 02 fotografias atualizadas (3X4).
Após a inscrição os documentos deverão ser enviados junto com a ficha de inscrição (anexo I).
São documentos oficiais de identidade: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores, Cédulas de Identidade fornecidas por Ordens ou Conselhos de Classe que por lei federal valem como documento de identidade, como por exemplo, as do CRM, CREA, OAB, CRC etc., Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia), na forma da Lei nº. 9.053/97.
* Os documentos para ingresso na sala de prova devem estar em perfeitas condições e devem permitir, com clareza, a identificação do candidato.
* Em caso de perda ou roubo de documentos, o candidato será admitido para realizar a prova, desde que tenha se apresentado no local que lhe foi designado e que seja possível fazer a verificação de seus dados junto a Comissão do Processo Seletivo antes da hora marcada para o início das provas.
* O candidato poderá fazer a prova de seleção, desde que comprove, ter o título de especialista em Ortopedia ou Traumatologia ou no caso do candidato que prestou a prova para obtenção do Título de Ortopedia e Traumatologia (TEOT) em 2017 deverá apresentar comprobatório que passou no TEOT 2017. Caso o resultado do TEOT 2017 ainda não tenha sido publicado pela SBOT, o início da especialização ficará na dependência do período da sua publicação. Vale salientar que não será admitido em nenhuma hipótese o candidato sem o título de especialista da área em questão.

 E) SELEÇÃO D

            A seleção constará de três fases, descritas a seguir (Quadro 1):  
            1. Primeira  fase – prova objetivo de múltipla escolha que constará de 20 questões em Ortopedia e Traumatologia pediátrica, com peso 4,0. Serão selecionados para a 2a fase do Programa, os candidatos com, no mínimo 50% de acerto do total de questões.
2. Segunda fase: constará de uma entrevista com a banca julgadora onde será arguido sobre assuntos pertinentes a conhecimentos gerais, traumatologia e ortopedia e multidisciplinaridade. Esta fase possui peso 4,0.
3. Terceira fase: análise de currículo (2,0).

Fases
Data
Início
Término
Primeira fase: 20 Questões
14/03/17
15:30h
16:30h
Segunda fase: Entrevista
14/03/17
17h
17:30h
Terceira fase: Currículo
14/03/17
18:00h
18:30h
QUADRO 1. Resumo das etapas da seleção do concurso de acordo com as fases, datas e horário de início e término.


 F) CLASSIFICAÇÃO
            A primeira fase das provas para os candidatos nos Programas de Residência Médica, serão 40% para prova teórica e 40% entrevista e 20% análise de currículo. O candidato que não atingir média seis será desclassificado, como também.
             Em caso de empate será classificado o candidato que obtiver a melhor nota na prova  de Ortopedia e Traumatologia e em caso de novo empate da referida nota, aquele que tiver maior idade. Este processo seletivo é válido para as vagas disponíveis em 2017.

G) LOCAL E DATA DAS PROVAS

            As provas da 1a fase serão realizadas no Auditório do Centro de Estudos do Hospital Getúlio Vargas (HGV), situado na Av. General San Martin, s/n, Cordeiro Recife. A prova será realizada no auditório geral do HGV, primeiro andar, a partir das 16 horas. Não será permitido a entrada após esta hora e com materiais eletrônicos ou de outra natureza que possa servir de consulta.
             Os candidatos deverão apresentar carteira de identidade e comprovante do pagamento de taxa de inscrição na 1ª e na 2ª fase do concurso.

 ATENÇÃO!
            As portas de acesso às salas de prova da primeira fase abrirão às 15:00 horas e serão fechadas às 16:00h. Não será permitido o ingresso de qualquer candidato após esse horário. Os horários citados neste Edital serão estabelecidos com base na Hora de Pernambuco

 H) MATERIAL I

            Cada candidato deverá trazer, por ocasião da realização das provas, somente o seguinte material: a) lápis; b) borracha; c) caneta esferográfica, tinta azul escura, ponta média.
* A ausência do candidato por qualquer motivo, tais como doença e atraso, implicará sua eliminação da seleção.
* Não será permitido, durante a realização da prova, o uso de equipamento eletrônico, bonés, gorros, chapéus etc.
* Não será permitido ao candidato alimentar-se dentro do auditório,  devendo aqueles que necessitarem fazê-lo por motivos médicos, solicitar ao fiscal de provas o encaminhamento à sala de coordenação.
* O candidato pode, se assim o desejar, levar uma garrafa de água, desde que a mesma seja transparente e sem rótulo.
* Na sala de prova, os candidatos não poderão manter em seu poder relógios e aparelhos eletrônicos (bip, telefone celular, calculadora, agenda eletrônica, MP4, palmtop, notebooks, Ipods etc.), devendo desligá-los e guardá-los junto com seus pertences antes do início da prova. Os equipamentos deverão permanecer desligados até a saída do candidato do prédio onde realizou a prova.
* O candidato que estiver portando qualquer dos instrumentos mencionados no item acima, durante a realização da prova, será eliminado da seleção.
* Será eliminado também o candidato que durante a aplicação da prova comunicar-se com outros candidatos, efetuar empréstimos, usar de meios ilícitos ou praticar atos contra as normas ou a disciplina.
* O candidato assume plena e total responsabilidade pelo correto preenchimento do cartão-resposta e pela sua integridade. Não haverá substituição deste cartão.
* Não será permitido ao candidato, durante a realização das provas, ausentar-se do recinto, a não ser em casos especiais e acompanhado de membro componente da equipe de aplicação da Seleção.
* Os candidatos serão informados pelo fiscal das provas a cada 30 minutos com relação ao tempo referente ao término da prova.

I) DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS

O resultado final será divulgado no dia 14/03/2017 a partir das 20:00 em material impresso e via e-mail e  no  Blog do Júlio (www.vicentejulio.blogspot.com.  Após a divulgação dos resultados finais o candidato aprovado terá um as 16 horas do dia 15/03/2017 para assinar o termo de compromisso para confirmação à vaga na Coordenação da Ortopedia Pediátrica. A vaga não confirmada no prazo citado passará automaticamente para o candidato classificado a seguir.

J. INÍCIO DO PROGRAMA

O programa de residência terá início em 16/03/17

4. DATAS IMPORTANTES PARA O PROCESSO SELETIVO PARA VAGAS DE 2017


Atividades
Datas
Término das Inscrições
24/02/17
Provas – todas as fases
14/03/17
Resultado final
14/03/17









Ficha de Inscrição
01 – NOME COMPLETO:

02 – ENDEREÇO:
Nome do logradouro:

Número:        
Apto:
Bairro:
compleemento:
CEP:
Cidade:
UF:
03 – TELEFONE(S):
04 – FAX:
05 – E-MAIL:
06 – PROGRAMA SELECIONADO:
( ) Ortopedia Pediátrica
ANEXO I


Declaro conhecer o Manual do Candidato e o Regimento da SBOP (sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica) e estou plenamente ciente e de acordo quanto às suas exigências, bem como os direitos e deveres dos candidatos ao Concurso de Seleção do estágio para Ortopedia Pedíatrica do Hospital Getúlio Vargas, Recife - PE.

_____/_____/______                                _____________________________________________________
 Data                                                                                                                           Assinatura


sábado, 10 de setembro de 2016

Você sabe conversar?

A maior busca do ser humano consiste em encontrar alguém que caiba em sua loucura. "João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria..." Drumond, Vinicius, Edu lobo e tantos outros compositores e poetas já descreveram as vicissitudes das relações humanas. Fato que nos mostra que tal apanhado não é prerrogativa das novas gerações. No entanto, a maneira como as pessoas lidam com os contratempos e as contrariedades nas relações com seus pares tem se mostrado diferentes no evoluir dos tempos.
                        Cada pessoa constrói seu modelo de desejo, seu arquétipo perfeito que a fará feliz e dessa forma se lança em um palheiro de dimensões exageradas na ânsia ou esperança do encontro com seu par perfeito ou a outra banda da esfera perdida do mito de Andrógino.
                        Observando a volatilidade das relações atuais, questiono- me se algo está errado agora ou outrora que não se acertou?
                        Vivemos numa busca quase insana pelo prazer em detrimento de qualquer desconforto. Como na maioria dos objetos, atualmente fabricados, que quando apresenta alguma falha já não interessa seu concerto e automaticamente se troca por um novo, as relações humanas têm seguido esse modelo.
                        Romances céleres, amizades frágeis, encontros casuais, amistosos e impessoais. Não se dispõe mais de tempo para o banco da praça, para a conversa, para pequenas gentilezas cotidianas frutos do convívio. Será que essas coisas eram chatas mesmo?
                        O prazer é a droga do momento e, como toda substância que trás sensações intensas em parco tempo, causa dependência e logo, logo se necessita  de cada vez mais emoção que traga empacotada doses também casa vez maiores dessa "porção" para chegar ao êxtase tão perseguido. Em pouco tempo, o parceiro ou parceira já não satisfaz a carência do outro. Um fosso já se instalou e agora tudo é pouco. Detalhes pessoais de cada um no cotidiano podem receber um holofote e ser motivo para a instalação de uma tempestade. A presença do prazer não satisfeito na dose exigida começa a minar a relação. O outro já não representa tanto. 
                        Observamos pessoas abrirem mão de relações aparentemente sólidas, construídas com esmero, para lançarem - se em aventuras em busca de alacridade cada vez mais intensa. O céu é o limite, pena que nem sempre quantidade faz par com qualidade.
                        O individualismo, estimulado pela sociedade de consumo, tem mutado e fecundado seres que não conseguem enxergar nada além de seu próprio umbigo. Legiões de narcisos frequentam academias, shoppings, festas, bares que se cegam para qualquer coisa além de si mesmos. Correm o risco de terem o mesmo destino de Narciso que se afogou e morreu inebriado por sua própria imagem.
                        De outra forma, será que o ser humano está se libertando das convenções sociais que lhes foram impostas e está dando vazão ao que existe em si como essência? A espécie humana é poligâmica por natureza? O chakra sexual é o centro do comando do humano e o cérebro é seu apêndice? Quem gosta de maçã, gostará de todas por que todas são iguais?
                        As sociedades se estruturaram e se estruturam por normas que indicam códigos de condutas e, dessa forma, estabelece o que é lícito ou não; o que é certo ou errado. Assim nasceu e vingou o conceito de família.
                        Em tempos atuais esse conceito tem sido ampliado, ao mesmo tempo em que observamos um reordenamento nessa estrutura, pois famílias se constituem e se desfazem, ou se ampliam, com frequência cada vez maior. Joãozinho que é filho de Tiago, este padrasto de Anita, cujo pai namora Antonio, ex- marido de Carminha, madrasta de Cecília que está na terceira série do fundamental.
                        Parte desse contexto começa a ser desenhado quando o primeiro insatisfeito decide mudar o endereço de sua conta telefônica ainda nas primeiras crises conjugais. A insatisfação eterna, mesmo pensada de forma diferente, geralmente não tem alojamento no outro, sua gênese está no próprio sujeito que a aloja, que trás em si um fosso que talvez nunca seja preenchido, onde o máximo ainda significa o mínimo.
                        O humano há muito se afeiçoou ao novo (no seu sentido de novidade), isso é pauta encerrada. A questão que levantamos é o quanto o novo tem assumido relevância na hierarquia de suas prioridades? Não sei se enxergo muito mal, mas a sensação que tenho é que os transeuntes da praça estão muito acelerados e assim só conseguem ter visão macro em seu entorno. Já não dá tempo da fruta amadurecer em seu "pé", ainda verde é arrancada e lançada ao carbureto, é bela, mas sem nenhum sabor. É como comida de restaurante. Alguém já comeu fora de casa? Pratos aparentemente bonitos, bem dispostos, porém com sabor de nada.
                        Dessa maneira observamos parte das relações. Já não há convivência. Pulam- se etapas e lançam - se no carbureto da paixão, percebendo- se com brevidade que mais uma vez o prazer mostrou- se efêmero. Passado o primeiro tesão da beleza e a primeira gozada, instala- se o desconforto e a vontade de mudar mais uma vez. Essa mudança pode ocorrer de forma saudável, onde a companhia é informada e cada um segue em sua busca, ou de forma doentia, onde por covardia alguém não é informado e passa a haver traição.
                        Quem está com a razão? O novo modelo nas relações ou o antigo? Quantidade ou qualidade? Liberdade ou estado de sentir- se preso? Ética ou imoralidade? A dualidade é o que caracteriza o ser humano e, nessa questão, você procura alguém que caiba em sua loucura ou nos seus sonhos? O que pode ser redesenhado? Alguma coisa pode?
                         Talvez não tenhamos respostas para tais questionamentos, mas quem sabe se uma boa conversa não minimize a rotatividade das relações?